Skip to main content

Fujitsu

Brazil

Archived content

NOTE: this is an archived page and the content is likely to be out of date.

As prioridades de cibersegurança durante a pandemia

Fujitsu America Inc.

São Paulo, setembro 18, 2020 - O mundo, como o conhecemos, mudou completamente por causa da pandemia de covid-19. Com a quarentena adotada em quase todo o mundo, as grandes e pequenas empresas se viram diante de novos e inesperados desafios. Agora, ao iniciarmos a jornada na longa estrada para a recuperação, temos prioridades diferentes daquelas de alguns meses atrás.
A pandemia está sendo um desafio para os chefes de segurança da informação (CISOs) – um teste em tempo real de resiliência e robustez. As equipes de tecnologia têm trabalhado para manter a continuidade das funções e oferecer suporte à novas formas de trabalho.
Obviamente, todas as organizações consideram um desafio garantir a capacidade de a segurança cibernética se reinventar sob essas circunstâncias extremas. No entanto, quatro princípios orientadores podem ajudá-las a manter as operações de negócios funcionando com eficácia e enfrentar com êxito os riscos críticos de segurança.
Vigilância do usuário em relação aos ataques de phishing
Centros de operações de segurança em todo o mundo rastrearam armadilhas de phishing relacionadas à covid-19 voltadas para usuários. O objetivo é roubar credenciais de acesso e alcançar uma infinidade de sistemas corporativos, até mesmo mensagens instantâneas. Os ataques de phishing geralmente têm como alvo executivos seniores e de nível C – pois, além de disporem de dados confidenciais, seus perfis são mais poderosos na manipulação de outros usuários.

O primeiro passo para enfrentar esse problema é a conscientização. As empresas têm maior probabilidade de sucesso quando educam os usuários sobre como devem ser as comunicações internas relacionadas à pandemia. Também é importante ensinar a vigilância relacionada a e-mails externos não solicitados. É relativamente simples treinar os usuários a olhar para e-mails de colegas e gerentes que não pareçam adequados – por exemplo, com tom inapropriado, erros gramaticais, temas específicos referidos apenas em termos genéricos (como “o projeto”) – e tratá-los com suspeita.
Garanta acesso confiável e seguro à rede
O acesso seguro e confiável à rede corporativa é mais importante do que nunca. Se sua empresa tiver um aplicativo, ferramenta ou dispositivo aprovado, certifique-se de que seja usado. Às vezes, isso pode não ser tão popular quanto uma alternativa não compatível – mas é comprovadamente seguro.

Uma mudança importante a ser considerada pelos CISOs é repensar o antigo conceito de que qualquer dispositivo dentro da rede segura pode ser confiável, enquanto qualquer dispositivo fora da rede, não. Com dispositivos corporativos e pessoais solicitando acesso legítimo a dados e sistemas de dentro e fora da rede, as equipes de segurança de TI devem considerar modelos de Zero Trust, que só permitem acesso com base em perfis de usuários individuais.
Atualização é importante
O debate sobre quando e como corrigir o software em execução dura décadas, com muitos líderes de TI adotando uma abordagem altamente regulamentada para minimizar a chance de um patch ruim afetar negativamente as operações da equipe.

É bastante provável o aumento de invasores que tentarão explorar massivamente a mudança nas práticas de trabalho, já que as equipes de operações de TI são significativamente afetadas pela pandemia. Sugerimos que as empresas atualizem com frequência e gerenciem os resultados finais, em vez de esperar meses para fazer o patch com perfeição.
Trabalhar juntos para o bem maior
Uma coisa que se tornou cada vez mais evidente nos últimos meses é a necessidade de trabalho conjunto. Isso é realmente relevante para as equipes de segurança. Como elas estão sobrecarregadas pelo “novo normal” temporário, este é o momento certo para compartilhar as práticas recomendadas e as lições aprendidas com seus colegas em segurança cibernética.

* Alex Takaoka é Diretor de Vendas da Fujitsu do Brasil

Sobre a Fujitsu do Brasil

A Fujitsu é a empresa japonesa líder em tecnologia da informação e da comunicação (TIC), oferecendo uma gama completa de produtos, soluções e serviços de tecnologia. No Brasil está presente há mais de 40 anos, oferecendo soluções e serviços para os segmentos de telecomunicações, financeiro, industrial, automotivo, entre outros. Com escritórios em São Paulo, Barueri, Rio de Janeiro e Brasília, é também o headquarter da América do Sul, responsável pelas filiais da Argentina, Chile e Colômbia. Aproximadamente 132 mil colaboradores dão suportes aos clientes da companhia em mais de 100 países. A empresa utiliza sua experiência e o poder das TICs para construir o futuro da sociedade com seus clientes. No último ano fiscal, a Fujitsu Limited reportou US$ 36 bilhões de dólares, o equivalente a 4,0 trilhões de ienes. Para obter mais informações, consulte o site da Fujitsu.

Informações para imprensa Fujitsu do Brasil: RPMA Comunicação

Ana Santos | ana.santos@rpmacomunicacao.com.br Tel.: (11) 5501-4655  R.4691

Letícia Vaz | leticia.vaz@rpmacomunicacao.com.br Tel.: (11) 5501-4655   R.4720

Luciana Lima l luciana.lima@rpmacomunicacao.com.br | – Tel. (11) 5501-4655

Date: 18 setembro, 2020
Cidade: São Paulo
Empresa: Fujitsu America, Inc.