GTM-WKRD365
Skip to main content
  1. Home >
  2. Sobre a Fujitsu >
  3. Estudo Fujitsu Revela: Líderes Empresariais com Dificuldade em Responder às Exigências de Colaboradores, Clientes e Cidadãos

Estudo Fujitsu Revela: Líderes Empresariais com Dificuldade em Responder às Exigências de Colaboradores, Clientes e Cidadãos

Factos noticiosos:

  • Estudo global solicitado pela Fujitsu explora a relação das organizações com os seus colaboradores, com os seus clientes e com a sociedade, quão vital é cada um destes grupos para alcançar o sucesso e qual o papel da cultura, da criatividade e da tecnologia digital no panorama geral.
  • Os líderes empresariais sentem-se mais responsáveis pelos seus colaboradores (60 por cento), seguindo-se os clientes (55 por cento), e a sociedade em geral (37 por cento).
  • Ao mesmo tempo que exploram o desafio de equilibrar estes três grupos, 60 por cento dos 1.936 decisores inquiridos admitiu estar preocupado com a sua capacidade de ir ao encontro das expectativas de cada grupo.
  • A capacidade de ter uma influência positiva na sociedade é uma das principais preocupações – 74 por cento concorda que deve ter um impacto positivo na sociedade para ter sucesso, mas quase metade (47 por cento) não acredita que a sua organização seja capaz de o fazer.
Lisboa, October 18, 2018 - Os líderes empresariais estão a ter dificuldades em lidar com as exigências dos três grupos que precisam de servir para obter sucesso: colaboradores, clientes e a sociedade em geral. Actualmente, a maioria das organizações (60 por cento) dá prioridade às necessidades dos seus colaboradores face às dos clientes (55 por cento) e às da sociedade como um todo (37 por cento), de acordo com um estudo global encomendado pela Fujitsu. Mas 60 por cento dos líderes admite que está a ter dificuldades em equilibrar as expectativas destes três conjuntos de pessoas ao mesmo tempo, o que é uma preocupação, dado que as organizações têm noção da influência que cada grupo tem no seu sucesso.
Reflectindo o esforço de equilibrar os três grupos e compreender a ligação entre eles, dois terços (66 por cento) dos líderes acredita que os colaboradores têm uma influência crescente no seu negócio, e 73 por cento afirma que desbloquear a criatividade dos colaboradores é vital para o crescimento. Contudo, 74 por cento também sente que ter um impacto positivo na sociedade será fundamental para que as suas organizações tenham sucesso no futuro. E 80 por cento declaram que a organização deve colocar sempre o cliente em primeiro lugar para ter sucesso. Esta tensão é ainda mais destacada quando olhamos para os factores que os líderes acreditam ser vitais para o seu sucesso: a maioria (54 por cento) indicou “alcançar crescimento financeiro” como o mais importante, enquanto a necessidade de ter uma boa reputação (45 por cento) e novos produtos e serviços inovadores (35 por cento) são igualmente encarados como fundamentais. A maior parte dos líderes empresariais também reconhece a necessidade de conseguir reagir rapidamente e adaptar-se a novas circunstâncias, com 80% a afirmarem que a agilidade empresarial será crítica para o sucesso futuro.
Duncan Tait, SEVP e Responsável para as Américas e EMEIA da Fujitsu, afirmou: “O sucesso de longo prazo depende da capacidade de agradar aos clientes ao mesmo tempo que se desbloqueia todo o potencial da força de trabalho e se assegura um impacto positivo na sociedade. Influenciar a sociedade não deve ser visto como algo paralelo. Os três grupos estão intrinsecamente ligados e as organizações são capazes de influenciar o mundo através dos colaboradores e dos clientes com quem estabelecem relações. Todos eles são cidadãos e ter uma influência positiva nas suas vidas é um grande passo para alcançar um impacto social positivo. As pessoas são atraídas – enquanto potenciais colaboradores e clientes – para organizações que têm uma visão social clara, sobretudo se estas já estiverem a ter um impacto social positivo. Contudo, ao longo do estudo, notámos algum nervosismo entre as organizações sobre se estariam a ter a abordagem adequada a cada grupo. Os três grupos possuem uma enorme influência no sucesso futuro de uma organização e é compreensível que os líderes empresariais mundiais encarem a gestão de tudo isto como um desafio.”
A importância de ter um impacto positivo na sociedade é evidente no estudo, com 78 por cento dos líderes a afirmar que é importante para a sua organização que ela seja vista como de confiança. Porém, ainda mais evidentes são os desafios que as organizações enfrentam para alcançar esse objectivo. Quase dois terços (63 por cento) dos inquiridos acredita que a sociedade se tornou mais crítica da comunidade empresarial nos últimos três anos, enquanto 71 por cento admite que a sua organização podia estar a fazer mais para ter um contributo positivo na vida dos cidadãos. No entanto, e ilustrando como os líderes estão a ter dificuldades em ver como é que influenciar os colaboradores e os clientes pode contribuir para o objectivo de mudar a sociedade, quase metade (47 por cento) dos inquiridos declara que não acredita que a sua organização possa ter um grande impacto social. De olhos postos neste desafio, 63 por cento dos líderes sabe que, para ter sucesso no futuro, é necessário alterar a abordagem da sua organização de modo a ter uma influência positiva no mundo.
Quando questionados acerca da ajuda de que precisam para conseguirem enfrentar este desafio, muitos indicaram a necessidade de utilizar tecnologia digital, tendo 69 por cento dos líderes afirmado que isso será vital para os ajudar a ter um impacto mais positivo na sociedade nos próximos anos. E 73 por cento relaciona a necessidade de promover a cultura certa com a obtenção de um tal impacto no mundo em geral, afirmando que “construir e manter uma cultura criativa e colaborativa é essencial para ter uma influência positiva na sociedade.”
Duncan Tait acrescenta, “Setenta e seis por cento dos líderes reconhece a responsabilidade de assegurar que a sua organização tenha um impacto social positivo. É algo que se exige à comunidade empresarial, com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) a darem-nos a todos um conjunto de metas comuns. É algo a que nós, na Fujitsu, damos uma enorme importância, com os ODS a serem um elemento chave na concretização da nossa visão. Tal como os líderes inquiridos destacaram a importância do digital para assegurar um impacto positivo na sociedade, nós estamos focados na co-criação com os nossos stakeholders para nos ajudar a ir ao encontro destes objectivos globais, usando, por exemplo, tecnologias como a IA, a IoT e a Cloud para estabelecer processos de agricultura e alimentação sustentáveis, melhorar os cuidados de saúde e ajudar à colaboração nos meios empresariais. Além disso, compreendemos que, para fazer isto, precisamos de dar às organizações a agilidade de que elas precisam para se adaptarem e reagirem. Reconhecemos que o digital ajuda a alcançar uma abordagem equilibrada em que os três grupos – colaboradores, clientes e cidadãos – são afectados de forma positiva por uma organização. Devemos ver todos os grupos como um, pois a capacidade de “fazer o bem” pelos colaboradores, pelos clientes e pelos cidadãos deve residir no coração de uma organização. Faça uma diferença positiva nas pessoas – em todas as pessoas – e alcançará o sucesso."
Notas para editores

Este estudo quantitativo foi executado em Agosto de 2018 pela empresa de sondagens independente Censuswide, que inquiriu 1.936 decisores de médias e grandes empresas dos seguintes sectores: administração pública, transportes, serviços financeiros, retalho e manufactura.

Tamanho da amostra do inquérito por país:

EUA – 155
Austrália – 150
Reino Unido – 156
Alemanha – 153
Espanha – 150
Países Nórdicos – 150
França – 154
Portugal – 51
Itália – 151
Irlanda – 53
Japão – 154
China – 152
Índia – 156
Hong Kong – 51
Singapura – 50
Tailândia – 50

Recursos Online

Sobre a Fujitsu

A Fujitsu é a companhia líder japonesa de tecnologias de informação e comunicação (TIC) disponibilizando um leque completo de produtos tecnológicos, soluções e serviços. Cerca de 140.000 colaboradores da Fujitsu prestam suporte a clientes em mais de 100 países. Utilizamos a nossa experiência e o poder das TIC para moldar o futuro da sociedade com os nossos clientes. A Fujitsu Limited (TSE: 6702) apresentou receitas consolidadas de 4,1 biliões de ienes (39 mil milhões de dólares) para o ano fiscal que terminou a 31 de Março de 2018.
Para mais informações, visite www.fujitsu.pt ou www.fujitsu.com

Pedro Amaral

Telefone: Telefone: 211 557 634 / 932 981 103
E-mail: E-mail: pamaral@mediabold.com
Empresa - mediaBOLD

Susana Soares

Telefone: Telefone: 21 724 44 44
E-mail: E-mail: susana.soares@ts.fujitsu.com
Empresa - Fujitsu : Directora de Marketing,
Fujitsu Portugal

Date: 18 October, 2018
City: Lisboa