Skip to main content
  1. Home >
  2. Sobre a Fujitsu>
  3. Portugal Nova Economia no Datacenter com Servidores Fujitsu PRIMERGY

Portugal Nova Economia no Datacenter com Servidores Fujitsu PRIMERGY

Novo recorde mundial em TPC Benchmark sublinha a superioridade do PRIMERGY em tarefas informáticas de datacenter baseadas em x86

Fujitsu Technology Solutions

July 18, 2011

A Fujitsu anuncia hoje um grande passo em frente com mais um avanço dos servidores baseados em x86 para a arena da computação crítica para a missão. Fornecendo às empresas uma nova economia de datacenter, em comparação com os sistemas legacy RISC/UNIX, a Fujitsu apresenta hoje os novos servidores PRIMERGY x86 que definiram um novo recorde mundial de benchmark em termos de desempenho de base de dados transaccional (TPC).

A proliferação de aplicações de armazenamento de dados, business inteligence e outras exigentes bases de dados back-end de elevado desempenho fazem com que um desempenho de servidor escalável e fiável seja crucial para uma vasta gama de sectores de actividade. Continua a crescer significativamente a procura de plataformas escaláveis, estáveis e flexíveis que permitam um retorno sobre o investimento mais rápido.

A disponibilidade imediata do servidor rack de oito sockets Fujitsu PRIMERGY RX900 S2 e do servidor rack de quatro sockets PRIMERGY RX600 S6 elimina a diferença de desempenho que anteriormente amarrava as empresas a sistemas proprietários mais caros. Com a nova geração de servidores PRIMERGY, a Fujitsu está a criar uma nova classe de desempenho de topo para servidores x86 – fornecendo aos clientes uma imbatível flexibilidade, bem como facilidade de gestão e de manutenção perante as inevitáveis mudanças ou aumentos das necessidades do datacenter.

O PRIMERGY RX900 S2 disponibiliza a vários sectores, nomeadamente ao sector público e ao financeiro, os altos níveis de fiabilidade para executar aplicações escaláveis que eram anteriormente uma tarefa exclusiva de dispendiosos sistemas proprietários RISC/UNIX. Com um custo inferior, o PRIMERGY RX600 S6 está desenhado para clientes do mercado médio-alto e para as grandes empresas, permitindo que a Fujitsu apresente às empresas um caminho aberto para um desempenho escalável e de fácil gestão e manutenção.

Os novos modelos PRIMERGY possuem o design ‘glue-less’ da Fujitsu, o que significa que não é necessário hardware adicional para utilizar os oito processadores. Baseado na Intel QuickPath Interconnect Technology, este design ajuda a evitar limitações de I/O ao indicar o caminho mais curto entre processadores, módulos de memória e hubs I/O. Fruto disso, os novos sistemas tranquilizam quem procura sistemas "mission critical" a um preço acessível. A facilidade de escalonamento é outra das virtudes dos modelos PRIMERGY, uma vez que o processador, a memória e os componentes I/O podem todos ser objecto de upgrade, deixando as organizações com espaço de manobra para um crescimento futuro rentável sem terem de reconstruir racks inteiros ou comprar novos sistemas.

Jens-Peter Seick, vice-presidente sénior do Grupo de Desenvolvimento de Produtos da Fujitsu Technology Solutions, afirma: “Esta nova geração de servidores x86 está a conduzir os servidores Fujitsu PRIMERGY a um outro campeonato. A erosão progressiva da quota de mercado dos servidores UNIX provocada pelos sistemas baseados em x86 vai agora acelerar. A nova série de servidores escaláveis Fujitsu PRIMERGY está a mostrar-se igualmente capaz de lidar com as exigências dos ambientes datacenter de topo, ao mesmo tempo que define novos preços de referência, radicalmente mais baixos, no que toca à computação mission critical.

PRIMERGY RX900 S2 com desempenho mundial recorde
O Transaction Processing Performance Council (TPC) colocou, logo à partida, o PRIMERGY RX900 S2 como o sistema de servidor com o melhor desempenho TPC-E1. De acordo com os rankings TPC-E, os servidores Fujitsu PRIMERGY não só ficam, por norma, entre os mais potentes servidores do mundo, como também oferecem repetidamente uma das melhores relações preço/desempenho. As cargas de trabalho empresariais "mission critical" centralizadas podem ser implementadas de forma fiável no PRIMERGY RX900 S2 por parte de quem tenha grandes necessidades de desempenho. O poder de processamento é assegurado através da utilização de até 8 processadores Intel Xeon E7-8800, que fornecem 80 núcleos de processamento, e até 4TB de memória principal, além de uma largura de banda I/O altamente agregada de mais de 100 gigabytes. O servidor de quatro sockets RX600 S6 fornece até 40 núcleos de processamento utilizando a nova geração de processadores Intel Xeon E7-4800 e suporta até 2TB de memória principal.

O PRIMERGY RX900 S2 proporciona uma continuidade operacional sem precedentes, uma vez que as suas funções de elevada disponibilidade combinam-se na perfeição com as novas funções de fiabilidade, disponibilidade e escalabilidade dos processadores da série Intel Xeon E7-8800.

O Transaction Processing Performance Council (TPC) define o processamento de transacções e os benchmarks de bases de dados para avaliar de forma independente o poder e o desempenho dos modernos sistemas de On-line Transaction Processing (OLTP).


Notas para Editores:
1 Os resultados de benchmark competitivos acima referidos reflectem os resultados publicados a 6 de Junho de 2011 em: http://www.tpc.org/tpce/results/tpce_perf_results.asp . TPC Benchmark™ é uma marca ou marca registada do Transaction Processing Performance Council.
Um sistema Fujitsu PRIMERGY RX900 S2 com oito processadores Intel® Xeon® E7-8870 2.40 GHz e uma memória de 2TB alcançou um resultado TPC-E de 4.555 tpsE e uma relação preço/desempenho de 217,27 USD por tpsE (uma relação preço/desempenho superior em 24% ao mais próximo dos sistemas concorrentes de 8 sockets usando a mesma tecnologia de processamento, com 4.200 tpsE e 287,42 USD por tpsE). O Fujitsu PRIMERGY RX900 S2 é também o primeiro servidor de 8-sockets a alcançar um TPC-Energy Benchmark com apenas 1.00 watt por tpsE. O sistema será disponibilizado a partir de meados de Julho de 2011.

Sobre o benchmark TCP
O TPC Benchmark™ E (TPC-E) é uma carga de trabalho On-Line Transaction Processing (OLTP) desenvolvida pela TPC. O benchmark TPC-E simula a carga de trabalho OLTP de uma empresa de corretagem. O foco do benchmark é a base de dados central que executa transacções relacionadas com as contas de clientes da firma. Embora o modelo de negócios subjacente do TPC-E seja uma firma de corretagem, o esquema da base de dados, o povoamento dos dados, as transacções e as regras de implementação foram desenhadas para serem largamente representativas dos modernos sistemas OLTP.


Sobre a Fujitsu:

A Fujitsu é um fornecedor global de Tecnologias de Informação para o mercado global. Com cerca de 170.000 pessoas a apoiar clientes em 70 países, a Fujitsu combina especialistas em serviços e sistemas com produtos na área da computação, telecomunicações e micro electrónica avançada para acrescentar valor aos clientes. Com sede em Tóquio, a Fujitsu Limited (TSE: 6702) apresentou receitas de 4,6 biliões de ienes (50 mil milhões de dólares) no ano fiscal que terminou a 31 Março 2010. Para mais informações, visite www.fujitsu.pt ou www.fujitsu.com.

Contacto

Pedro Amaral
Phone Telefone:+351 21 914 20 55 +351 93 298 11 03
Email E-mail: pamaral@mediabold.com
EmpresamediaBOLD

Contacto

Susana Soares
Phone Telefone:21 724 44 44
Email E-mail: susana.soares@ts.fujitsu.com
EmpresaFujitsu