Skip to main content
  1. Home >
  2. Sobre a Fujitsu>
  3. Portugal Fujitsu study identifies benefits with the new cash dispenser adoption

Portugal Fujitsu study identifies benefits with the new cash dispenser adoption

New cash dispenser generation machines allows an increase in efficiency that can reach 77 minutes/day per money operator

March 07, 2007

Por indicação do Banco Central Europeu (BCE) e posterior Carta-Circular nº 9/2005/DET do Banco de Portugal, foi estabelecida uma área única de recirculação e distribuição de notas na área do Euro, com especial enfoque na detecção de contrafacções e verificação da qualidade das notas de Euro pelas instituições de crédito e outros profissionais que operam com o numerário.

Para responder às diversas medidas necessárias à protecção do Euro contra a falsificação (prevendo a detecção e retirada de circulação das contrafacções de notas de Euro), as instituições de crédito e outras entidades que operam profissionalmente com numerário deverão adoptar até final de 2006, com um período transitório de três anos, máquinas de tratamento de notas utilizadas para recirculação devidamente testadas pelo Banco de Portugal.

Os trunfos dos novos recicladores

As alterações pelas quais os Balcões têm vindo a passar fomentam o aparecimento de máquinas dispensadoras / recicladoras de dinheiro efectivo que, integradas no mobiliário dos novos balcões e com as medidas de segurança correspondentes, realizem a função de aceitação/dispensação e controlo do dinheiro efectivo, libertando o funcionário dessas funções para que possa orientar o seu trabalho para a gestão de contas e a venda de novos produtos. Um reciclador de notas permite poupar tempo e dinheiro, uma vez que o dinheiro pode permanecer no mesmo durante a noite e os fechos de caixa efectuados com uma periodicidade semanal e não diária. Esta poupança assim conseguida justifica o investimento em recicladores de notas. No entanto, para as instituições bancárias que adoptarem recicladores de última geração, existe uma série de benefícios que permitem amortizar os novos equipamentos num curto espaço de tempo.

Relação custo/benefício

Na concepção da nova geração de recicladores foi dada prioridade à vertente de produtividade e dos custos:

Produtividade: Primando pelo aproveitamento do espaço disponível para dar maior capacidade aos compartimentos. Isto significa mais autonomia de utilização por parte de dois operadores, menos interrupções durante o período de atendimento do balcão (com duas filas de clientes em espera) para encher e esvaziar os compartimentos.

Custos: Quanto custa o metro quadrado de um balcão? Em quantos balcões há ainda espaço para colocar um armário? Os novos recicladores deveriam ser concebidos para ocuparem espaço sob uma secretária, aproveitando um espaço já ocupado. Não tem, deste modo, requisitos de espaço adicional. Este é um aspecto relevante, tendo em conta que o preço médio por metro quadrado do aluguer pode ir até cerca de €15 por mês, ou seja, numa instituição que detenha 200 balcões com dois recicladores cada, este valor ascenderia aos 72.000 euros por ano.

Aumentos de produtividade

Segundo um estudo efectuado pela Fujitsu, a aquisição de novos recicladores justifica-se em aspectos como o aumento de produtividade dos operadores, em operações como os depósitos, reembolsos e no controlo de final de dia.

Nos depósitos, estima-se que o tempo economizado seja de 17 segundos por transacção e operador (6 segundos na contagem e 11 segundos na introdução de dados). Num caso tipo (dados recolhidos em campo) de 62 transacções por dia por cada reciclador, dividido por dois operadores, implica 31 transacções por dia e por operador. Partindo do princípio de que 50% destas transacções são depósitos, o resultado será de 15,5 transacções/dia/operador x 17 segundos por transacção = 4,4 minutos/dia/operador.

Já nos reembolsos, o tempo economizado estima-se nos mesmos 17 segundos (6 na contagem e 11 na introdução de dados) por transacção. No caso dos 15,5 reembolsos/dia/operador, traduz-se num ganho total de 4,4 minutos/dia/operador.

Relativamente ao controlo no final de final de dia, o novo reciclador permite ter o balcão controlado em qualquer momento do dia, reflectindo um ganho de tempo de 30 minutos/dia/operador (ou posto).

Concluí-se assim que cada reciclador utilizado por dois operadores permite economizar 77,6 minutos/dia/operador.

O aumento de eficiência ao balcão traduz-se também na possibilidade de apurar o saldo automático de toda a rede em qualquer momento. Este objectivo tem sido perseguido pelas entidades financeiras desde há muito. Por exemplo, na realização do plano de transporte de fundos mais adequado do dia seguinte, ao permitir diminuir o número de viagens e os custos. Ao possuir um histórico diário de consumo de dinheiro por balcão e dia, é possível prever a procura e optimizar os recarregamentos diários para um dia sem interrupções de carregamento ou descarregamento (melhoria da produtividade) ou de espera do transporte de emergência, diminuindo, por outro lado, o montante total de dinheiro efectivo necessário, bem como os transportes desnecessários (melhoria dos custos). Transpondo este ganho para valores, supondo a supressão de um transporte mensal (com um custo típico de 90 euros), num período de 10 anos atinge-se uma poupança de 10.800 euros.

Serviços associados

A vertente de serviços dos recicladores também contribui para a redução de custos e aceleração da amortização dos equipamentos, nomeadamente os serviços de transporte para o destino e instalação do equipamento, os custos de manutenção do reciclador e actualização do firmware e os períodos de garantia oferecidos.

Sobre a Fujitsu Services

A Fujitsu Services é uma das empresas de serviços de Tecnologia de Informação líder na Europa, Médio Oriente e África. O resultado anual é de €3.3 mil milhões, emprega 18.000 pessoas e opera em mais de 20 países. Desenha, desenvolve e opera sistemas de tecnologias de informação e serviços para clientes nos serviços financeiros, telecomunicações, retalho, utilities e mercados governamentais. As suas competências chave são o fornecimento de gestão de infra-estrutura de Tecnologias de Informação e outsourcing através de ambientes de desktop, redes e centros de dados, juntamente com uma gama completa de serviços relacionados, desde consultoria até à integração e desenvolvimento. Com sede em Londres, a Fujitsu Services é braço europeu de serviços de Tecnologias de Informação da Fujitsu. O Grupo Fujitsu, com receitas de €33.4 mil milhões, é líder em sistemas de Tecnologias de Informação orientados para o cliente e serviços para o mercado global. O site da Fujitsu Services: www.fujitsu.pt.

Contacto

Pedro Amaral
Phone Telefone:+351 21 914 20 55 +351 93 298 11 03
Email E-mail: pamaral@mediabold.com
EmpresamediaBOLD

Contacto

Susana Soares
Phone Telefone:+351 21 724 44 44
Email E-mail: susana.soares@pt.fujitsu.com
EmpresaFujitsu Services
Country Marketing Manager